Vereador Nolar expõe limitações dos vereadores diante das cobranças da população

“O papel do vereador se limita a propor e fiscalizar. É importante que a mídia exponha isso pra população, pra que entendam a função real do vereador. Queremos tudo fazer, mas somos limitados”.

Essa frase foi proferida pelo vereador Nolar Soares do PR, em sessão realizada recentemente na câmara de vereadores de Porto dos Gaúchos.

O vereador presidente relatou que os legislativos levam as pancadas e os poderes executivo levam a gloria, tanto no âmbito municipal como estadual e federal. “Muitos têm dificuldade em entender esse papel do vereador e por isso a importância da mídia reproduzir o que os vereadores relatam em tribuna, por que a ação da mídia alcança toda a população”, destacou.

O parlamentar expos na tribuna sua revolta pelas limitações do dia adia, e das inúmeras cobranças que fazem, mas sem poder de execução, e na maioria das vezes não atendidas.

Um dos exemplos de descaso citado pelo vereador foi com relação a uma reivindicação que ele vem fazendo regularmente, que é quanto a recuperação do trecho da MT-220 entre Novo Paraná em Porto dos Gaúchos e trevo de Tabaporã.

“O mato está adentrando a rodovia, pontes precárias, vários buracos surgindo e mal iniciou o período de chuvas. A Sinfra municipal é conhecedora dessa situação, nisso o poder executivo municipal tem feito sua parte de reivindicar, mas o governo do estado não dá o devido respaldo. Tomei a liberdade de fazer vários ofícios, endereçados aos deputados Oscar Bezerra, Janaina Riva, Dilmar Dal Bosco e o secretário da Sinfra estadual Marcelo Duarte. Neles relato juntamente com todos os vereadores que assinaram as condições da rodovia e peço empenho no sentindo de que seja realizada o cascalhamento, reabertura e reforma das pontes do trecho. Com o início do período chuvoso, se nada for feito acarretará problemas aos que precisam trafegar por essa estrada. É mais uma cobrança entre várias outras que já foram feitas ao governo sobre esta mesma estrada, e ficamos na expectativa de sermos atendidos.

Creio que todos os demais vereadores juntamente comigo tem a mesma vontade de fazer, mas dependemos dos executivos, tanto municipal como estadual e os olhares deles para o legislativo municipal é limitado, ou até mesmo escolhido. Então fico até irritado e peço desculpas, mas a força que temos juntos ou individual esbarra em algumas objeções. As administrações que não tiverem projeto de governo, fica difícil de trabalhar, e nos políticos temos a responsabilidade de colocar esses municípios nos trilhos”, destacou o parlamentar que lamentou ainda o fato citado por vários colegas em tribuna, da não realização do tradicional Fescapo e também de não haver comemoração em alusão ao aniversário de emancipação do município.

Em sua fala Nolar também parabenizou as igrejas Luteranas Concordia e da Paz pela comemoração dos 60 anos de instalação no município comemorados em 2017.

Fonte :

Porto Noticias

Deixe seu comentário: